Patadas y gambetas

Indisciplina de Centurión volta a dar o que falar na Argentina

Tales Torraga

Ricardo Centurión durou apenas 15 minutos na derrota do Boca para o River por 3×1 no domingo. O ''astro, craque, camisa 10 e Neymar argentino'' se recuperou há duas semanas de lesão no joelho, mas agora é um estiramento muscular na coxa direita que vai fazê-lo parar por três semanas, segundo comunicado pelo Boca.

Centurión caído – Diario Popular/Reprodução

E tão negativa quanto a lesão é o ambiente que cerca o jogador nesta semana em Buenos Aires. Nos últimos dias, sua recuperação recorde foi creditada a uma dissimulação do Boca para o que, na verdade, seria um doping positivo seu.

E a saída precoce de Ricky no superclássico também não passou ilesa. Segundo Alejandro Fantino, um dos principais apresentadores de rádio e TV da Argentina, a precoce lesão no jogo mais importante do ano ocorreu pelo relaxo de Centurión em sua vida extra-campo. ''Ele se machucou porque não se cuida. Se machucou porque esteve na farra'', afirmou o radialista.

''Centurión não tem cabeça para ser jogador do Boca. E eu aguento o que está por vir, porque talvez o Boca seja campeão. Mas o assunto todo é: como um clube como o Boca pode depender de um tipo como Centurión?'', disparou.

''Se você faz um eletroencefalograma nele, não sei o que vai encontrar em sua cabeça. Se você é jogador do Boca, tem de sair do treino, fazer uma conta no Netflix e dormir cedo. E isso é tudo o que ele não faz'', concluiu Fantino, que trabalha com o Boca desde o começo da era Carlos Bianchi.

Centurión vai parar por três semanas e perder pelo menos os dois próximos jogos do Boca. E são compromissos importantes, contra Newell's e Huracán. O Xeneize lidera o Argentino a seis rodadas do fim, mas tem a concorrência direta de San Lorenzo, River, Newell's, Banfield, Estudiantes e Colón. Un campeonatazo.

Está tudo tão parelho que o Boca vai deixar em segundo plano se contrata ou não Centurión em definitivo junto ao São Paulo por US$ 6 milhões. Certeza? Apenas uma: Ricky com certeza vai precisar reforçar seu acompanhamento psicológico nesta enlouquecedora reta final do Argentino mais interessante dos últimos anos.