Patadas y gambetas

Batistuta lamenta frieza de vestiário argentino: “Nem me deram bola”

Tales Torraga

Comandante de ataque dos últimos títulos da Argentina, Gabriel Batistuta fez uma revelação que está dando o que falar em Buenos Aires nesta quarta-feira (5).

Ele contou qual foi sua experiência ao visitar o vestiário da seleção em uma partida das Eliminatórias no ano passado: ''Entrei e a metade nem me deu bola. Houve certa frieza. Foi assim. Encarei como algo de geração, eu com esses garotos não tenho nada a ver'', afirmou Batigol ao canal de TV TyC Sports. ''Gostaria que tivessem me cumprimentado, não por quem eu sou, mas sim porque alguma vez joguei ali, no lugar deles, e dividi este ambiente.''

Segundo maior artilheiro da história da seleção argentina, só superado no ano passado por Lionel Messi, Batistuta ainda tentou colocar panos quentes na polêmica: ''Não acho que os garotos tenham me desrespeitado, eles simplesmente não sentiram nada especial. O Bilardo foi um dos técnicos que ganharam a Copa com a Argentina, quis ver um jogo e não lhe deram entradas. Isso sim é uma barbaridade'', concluiu Batistuta, de 48 anos e hoje apaixonado por golfe – disputar torneios na modalidade toma grande parte do seu tempo em Buenos Aires.